2ª a 6ª 9h00 - 20h00 | sáb 9h30 - 14h30
31
Outubro

3 DICAS PRÁTICAS PARA ELIMINAR O MAU-HÁLITO  

Já nos aconteceu a todos estarmos a interagir com alguém e nos darmos conta do mau-hálito, o que certamente nos leva a ter vergonha. Mesmo quando estamos na nossa privacidade e notamos a existência deste problema, claramente ficamos desconfortáveis e, por vezes, ficamos até espantados com o odor da nossa boca.

Como sabe, as causas do mau-hálito – halitose – são diversas e podem ser classificadas da seguinte forma:

– Halitose fisiológica: ocorre quando acordamos ou após um longo jejum.

– Halitose patológica: persistente mesmo tendo uma boa higiene oral.

Independentemente do tipo de halitose que sofra, a primeira coisa a fazer é, sem dúvida, consultar o seu dentista. Apenas este especialista poderá indicar-lhe se o mau-hálito provém de uma higiene oral deficiente, cáries, gengivite ou, até, do sangramento das suas gengivas. Inclusivamente, é o dentista que poderá dizer-lhe se a causa não é de todo oral e encaminhá-lo para outra especialidade médica para resolver o problema.

Lembre-se que a auto-medicação não ajudará, pois necessita de atacar o mal pela raiz. Da mesma forma, comer rebuçados de mentol ou outro tipo de solução instantânea para o hálito irá apenas disfarçar o problema por breves momentos sem o eliminar e resolver por completo.

Para que possa melhorar a sua saúde oral e evitar a halitose recomendamos que siga as seguintes dicas que preparámos para si:

1.- Dedique tempo a escovar os dentes.

Escove devidamente os seus dentes para se livrar do mau-hálito e outros problemas que poderão ser significativos para a cavidade bocal. A finalidade da escovagem é eliminar os restos de comida e bactérias que se acumulam na boca. Para além dos dentes, é importante incluir a língua neste processo.

Como sabe, após a ingestão dos alimentos, os resíduos alimentares acumulam-se entre os dentes e as gengivas começam a decompor-se, gerando bactérias que, para além de contribuírem para o aparecimento do mau-hálito são, também, prejudiciais para a saúde da sua boca.

É muito importante escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia ou idealmente algum tempo após cada refeição. Não basta fazê-lo uma só vez, ao acordar, ignorando a sua higiene durante todo o dia.

Claramente não é saudável ter uma técnica de escovagem agressiva ou escovar com demasiada força pois estará a afetar o esmalte natural dos dentes. Idealmente, deverá despender de aproximadamente dois minutos (para cada escovagem) realizando os movimentos adequados.

2.- Utilizar o fio dentário e o elixir oral.

Infelizmente, a sua escova não consegue chegar a todo o lado. É recomendável que utilize o fio dentário para eliminar qualquer resto de comida que não tenha seja possível de ser removido dos locais de mais difícil acesso.

Esta é uma ferramenta indispensável para a sua higiene oral. Escolha um fio dentário que não se desfaça enquanto limpa os seus dentes e gengivas para que o processo não se torne maçador. Pode também escolher entre vários materiais e sabores.

Idealmente, deverá efetuar a passagem com o fio dentário em forma de “U”. Faça-o  sempre de dentro para fora para que possa remover devidamente os resíduos e limpar simultaneamente as gengivas.

A nível de elixir oral, é recomendado a utilização de um elixir sem álcool ou outros componentes agressivos, ideal para uma utilização diária.

Independentemente de ter halitose ou não, ao incorporar na sua rotina de higiene oral diária a utilização deste tipo de elixir, está também a melhorar a saúde das gengivas, eliminando as bactérias e equilibrando o seu sistema. Caso sangre das gengivas, deverá consultar o seu médico dentista, pois pode necessitar de uma limpeza mais profunda e um acompanhamento específico.

3 DICAS PRÁTICAS PARA ELIMINAR O MAU-HÁLITO   

3.- Cuide da sua alimentação para ter um hálito melhor.

Não só para a sua saúde em geral mas também para a prevenção da halitose, a sua alimentação é um fator extremamente importante. Não é apenas com a utilização de produtos que poderá ver-se livre do mau-hálito. Beba água suficiente para manter o seu corpo hidratado. Evite também o café e o álcool. Lembre-se que comidas ou dietas muito condimentadas são também uma forte causa para este problema.

O jejum prolongado pode também estar relacionado com o aparecimento de mau hálito e existem estudos que relacionam este problema com processos metabólicos do organismo para manter os níveis de açúcar.

É por isso recomendável ingerir alimentos a cada quatro horas para que o seu organismo se mantenha saudável e o seu hálito não apresente odores desagradáveis.

Ao ingerir os alimentos, estes misturam-se com a sua saliva durante a mastigação e arrastam as bactérias que se localizam na língua. Se consumir alimentos que ajudem a manter o pH ideal na sua boca estará a contribuir para o bom-hálito, para além de dentes e gengivas saudáveis.

Estas dicas práticas e interessantes que sugerimos, permitem-lhe manter um hálito fresco e uma boca saudável. Após as colocar em prática poderá deixar de sentir vergonha ao interagir com outras pessoas e deixará de se surpreender negativamente.

Nada disto invalida, obviamente, a sua visita periódica ao dentista, de seis em seis meses ou ao primeiro sinal de desconforto. É importante verificar o estado dos seus dentes e realizar uma limpeza profunda para que possa eliminar o tártaro.

Pergunte ao seu médico dentista o que deve fazer ao invés de se automedicar. Lembre-se que o mal deve ser atacado pela raiz e que poderá estar a fazer mais mal que bem à sua saúde. Evite recorrer a soluções temporárias como mastigar cravinho, menta ou outros. Nada disto ajudará à eliminação do problema apenas está a disfarça-lo, temporariamente, voltando a sentir rapidamente o mau-hálito terminado o efeito dos mesmos.

Constatará e apreciará, se seguir estas recomendações para a sua rotina de higiene oral, as mudanças nos seus dentes, gengivas e hálito garantindo a eliminação dos micróbios e das bactérias que estão por detrás deste problema.

Da mesma forma que cuida da sua aparência, para seu agrado e dos outros, cuide também da sua alimentação e dos seus dentes. Tudo isto faz parte de uma boa imagem e presença e de um sorriso merecido.

Marcar consulta